Game of Thrones 06×08 : No One

O que achei deste episódio?

Bom, em resumo o oitavo episódio da sexta temporada de Game of Thrones realizou um enorme fã service, com a morte da Garota Abandonada – que tá mais pra Lucifer de Saias – muitos ficaram realmente felizes e livres de um dos personagens que mais causavam estranhezas no universo de Martin.  Ao final do episódio anterior, após pegar Arya ( Maisie Williams ) desprevenida, a garota esfaqueia a pequena stark e a deixa sangrando muito – mas muito muito mesmo -, chega a ser “cômica” a cena, pois no meu caso, ao vê-la andando  após levar tantas facadas e ainda pular de uma ponte, logo imaginei aquelas cenas de desenho animado – tipo pica-pau – onde um dos personagens leva um tiro de espingarda e fica com vários furos na barriga.

Arya Stark

Pera, calma, vamos voltar ao ponto, o ponto  principal do episódio é quando a garota abandonada encontra Arya, com muita crueldade mata a Atriz que a estava protegendo e vai atrás da garota. Mesmo com pontos recém feitos, Arya consegue correr o suficiente para escapar temporariamente da garota, e consegue leva-la até o local onde havia escondido sua pequena espada – agulha – anteriormente. Temos neste momento uma batalha no escuro que eu realmente gostaria de ver. Infelizmente a série pulou diretamente para o desfecho da luta, dentro do templo do deus de muitas faces, Jaqen H’ghar (Tom Wlaschiha) encontra dentro do templo muito sangue, segue-o até o salão das faces, onde encontra um novo rosto fixado entre os demais: é o rosto da Garota Abandonada. Em suas costas está Arya, que declara que não é e não quer ser “ninguém”, mas que é Arya Stark, da casa Stark de Winterfell e irá para casa.


No núcleo de Jaime Lannister (Nikolaj Coster-Waldau)  tivemos grandes momentos, como nos diálogos entre Jaime e Brienne (Gwendoline Christie) ou Jaime e Edmure Tully (Tobias Menzies) , o desfecho acabou sendo de feito de maneira certamente triste para Peixe Negro (Clive Russell),  ao cair da noite os soldados notam que vem vindo alguém de encontro ao castelo, ao se aproximar eles vêem que é nada mais nada menos que seu Lord – por direito – Edmure. Ao solicitar a entrada para o castelo, peixe negro se recusa a acatar as ordens e diz para os soldados não abrirem os portões, porém um dos comandantes do soldados o confronta e pontua que Edmure é seu Lord, e que devem acatar as suas ordens, mandando em seguida os soldados baixarem a ponte e darem entrada ao herdeiro do castelo. Logo ao entre Edmure manda os soltados abrirem os portões e entregarem as armas, deixando o castelo totalmente a mercê dos soldados Lannister. Peixe negro se recusa a aceitar tal ação, logo após ajudar Brienne e Podrick a escapar, o velho guerreiro morre em lutando por seus ideais, em mais uma cena cortada diretamente para o desfecho – outra coisa que eu não gostei, realmente gostaria de ter viso a luta, nem que fossem apenas silhuetas – .

Em Porto Real temos mais um dos pontos altos deste episódio, mesmo sem a presença do Alto Pardal (Jonathan Pryce ), a fé militante não deixou de chamar a atenção, no início da cena Cersei (Lena Headey )é chamada para falar com membros enviados pela fé para que seja levada ao templo dos sete para prestar esclarecimentos ao Alto Pardal, imediatamente ela deixa claro que não irá e que o Pardal tem total liberdade para visitá-la caso tenha interesse. Em seguida, Cersei ouve que caso não siga as ordens do Pardal, haverá violência, e neste momento temos um dos momentos mais aguardados em toda a sexta temporada, a famosa frase: Eu escolho a Violência. Momento em que Cersei manda seu Montanha-Zumbi atacar e matar membros da fé militante. S-E-N-S-A-C-I-O-N-A-L-. #PEGAELESMONTANHA.

Um outro ponto importante no núcleo de Cersei é que o Rei Tommen ( Dean-Charles Chapman  ) anunciou a todos que a partir desta data, estariam proibidos os julgamentos por combate. Algo que minou completamente os planos de Cersei, e claramente foi mais uma GRANDE JOGADA do Alto Pardal.

Para fechar este episódio temos um grande problema em Meeren, os mestres resolveram atacar a cidade em represália ao acordo feito com Tyrion (Peter Dinklage)  pela abolição da escravidão no local. Ao final, quando já estão no desespero, um estrondo no topo da pirâmide da rainha assusta tanto tyrion quanto os imaculados, eis que surge Daenerys – vinda através do novo serviço do UberDragon – e no próximo episódio provavelmente vai f*** com a p*** toda.

Em resumo o oitavo episódio da sexta temporada não decepcionou, foi até que interessante, porém alguma coisas como os furos – literalmente – no roteiro de Arya, e a morte de blackfish acabaram deixando o episódio com um tom estranho. Particularmente, na minha opinião esta é a melhor temporada até o momento, e os próximos episódios tem tudo para serem os melhores entre os dois. pois finalmente está chegando a esperada :  BATALHA DOS BASTARDOS. 

 

Aproveite e confira o trailer do próximo episódio:

Curtiu? concorda ou discorda? deixe seus comentários!!

Jemerson Vieira

Jemerson Vieira

Um publicitário que adora tudo sobre séries, inovação e empreendedorismo. Fundou o Cri-Cri para quebrar padrões em críticas e estar sempre atualizado nas coisas que ama!