Crítica: The Fundamental Of Caring – Netflix

The Fundamental Of Caring
Direção: Robert Burnett
Elenco Principal: Paul Rudd, Craig Roberts, Selena Gomez
Ano: 2016

Mais um filme lançado pela nossa queridissima Netflix. Se fôssemos criar uma categoria para enquadrar esse filme, seria: Filme de características bipolares, onde você dá risada e chora ao mesmo tempo.

The fundamental of caring traz uma comédia/drama contada através de Benjamin-Ben (Paul Rudd), que é cuidador do Trevor(Craig Roberts), um jovem de 18 anos que possui distrofia muscular, mas que tem muito senso de humor!

Ao longo do filme, Ben incomodado com a vida de Trevor que só se passava em sua sala de estar, resolve propor uma viagem até o lugar que Trevor mais queria conhecer, além de outras coisas. Sua mãe Elsa (Jennifer Ehle) fica receosa, mas no fim acaba cedendo e é aí que o grande laço de amizade e aventura  entre Ben e Trevor definitivamente começa.

A dupla aproveita os momentos juntos para realmente aproveitar um pouco da vida, como experimentar comidas novas, já que Trev só comia waffles, realizar seu maior desejo se não tivesse distrofia (só descobrirão ao assistir o filme, tem que ter um pouco de suspense) e também a gostosa sensação do primeiro amor.

É um filme diferente, ele nos passa diversas mensagens e críticas, uma delas é dar valor as pequenas coisas, aproveitar cada momento mesmo que pareça ser rotina, agradecer pelo que temos e deixar um pouco de lado tudo que queremos, é um filme que te ensina a simplicidade do que é levar a vida com muito humor e alegria.
Agora, aproveitando esse espírito e reflexão, se hoje você descobrisse que só poderia viver mais 5 anos, o que faria?
Deixe seus comentários e não se esqueça de nos seguir no facebook. Deixe seu jóinha ao lado da página!

Jemerson Vieira

Jemerson Vieira

Um publicitário que adora tudo sobre séries, inovação e empreendedorismo. Fundou o Cri-Cri para quebrar padrões em críticas e estar sempre atualizado nas coisas que ama!