Crítica: Game of Thrones | 07×03 | The Queen’s Justice


Escrito por David Benioff e D. B. Weiss, e dirigido por Mark Mylod, “ The Queens Justice ” nos mostra como as estratégias de Tyrion Lannister, apesar de engenhosas, falham e podem causar grande influência nos possíveis desfechos da sétima temporada.

Sinopse: Daenerys é o centro das atenções, Cersei (Lena Headey) devolve um presente e Jaime (Nikolaj Coster-Waldau) aprende com seus erros.

Dando continuidade às expectativas geradas para a sétima temporada, o terceiro episódio entrega aos fãs da série diversas “recompensas”, amarra pontas soltas e assusta aos que esperavam uma vitória fácil para os aliados de Daenerys Targaryen.

O episódio começa com um momento histórico, aguardado por muitos e sonhado por outros, finalmente tivemos o encontro de Dany e Jon (Tia e sobrinho bastardo), porém, o que varias pessoas já previam aconteceu: A união entre o Rei do Norte e a Rainha dos Sete Reinos não irá acontecer, ao menos agora. A justiça da rainha se mostrou severa, mas bondosa, apesar da recusa à submissão do Norte para sua armada, Daenerys teve a paciência e inteligência para ouvir Tyrion e buscar uma solução verdadeiramente justa, garantindo assim uma possibilidade de aliança futura e uma carta na manga para possíveis favores por parte de Jon, no futuro.

O episódio teve como principal foco as questões politicas em Pedra do Dragão, mas não deixou os fãs orfãos de momentos emocionantes. Confesso que fiquei emocionado ao ver mais um encontro de Starks acontecendo. Além disso, é notável a evolução e amadurecimento de Brandon Stark como o Corvo de Três Olhos. Vale ressaltar que Bran destacou a necessidade de sua conversa com Jon, que ao que tudo indica deverá acontecer ao final da temporada, com a definitiva revelação de sua história, seu sangue, sua linhagem familiar.

Me dando o direito de destacar um ponto, eu fugirei do clichê e vou focar no que de fato foi uma surpresa para todos (ao menos para a maioria) que assistiram ao terceiro episódio, seu nome é Jaime Lannister. Quando todos direcionam seus olhos para apenas um protagonista em estabelecer estratégias ~Tyrion~, eis que a surpresa acontece. Ao contrario do que muitos previram, quem de fato está liderando a corrida pelo trono são os Lannisters, apoiados em uma estratégia competente elaborada por Jaime, que soube finalmente justificar a sua fama de Líder e aplicar ações que cada vez mais encurralarão os aliados de Dany. Cá entre nós: Olenna mais uma vez mitou! Entre idas e vindas tivemos mais um episódio bem dirigido e roteirizado que, de maneira ágil e competente, conseguiu amarrar mais pontas soltas e preparar cada vez mais o cenário para um desfecho épico.

“The Queen’s Justice” nos brinda com um momento esperado há mais de 20 anos, mexe com corações de milhões de pessoas e finalmente confirma o que de fato são as Crônicas de Gelo e Fogo.

Menção honrosa: Notamos a olhadinha de Daenerys para Jon e não descartamos a união entre Gelo e Fogo.

Promo Oficial do Próximo Episódio:

Jemerson Vieira

Jemerson Vieira

Um publicitário que adora tudo sobre séries, inovação e empreendedorismo. Fundou o Cri-Cri para quebrar padrões em críticas e estar sempre atualizado nas coisas que ama!