Animes que emocionam: Shigatsu Wa Kimi no Uso

Chegou a hora do Crí-crí finalmente entrar de cabeça no universo de Animes, não acha? Uma das mais belas formas de contar histórias, a partir de hoje, será sempre abordada em nossos posts. Vamos trazer novidades sobre os lançamentos nas altas temporadas, críticas sobre os animes que mais tem se destacado e um olhar que vai além dos animes que são “Mega-Hits”, como DBZ Super ou Boruto. E para começar, quero falar do ultimo anime que assisti e talvez, tenha sido um dos que mais mexeu comigo, chama-se: Shigatsu Wa Kimi no Uso.

Sinopse: O prodígio pianista Kousei Arima dominou a competição musical e se tornou famoso entre os músicos infantis apesar de possuir um estilo musical controverso. Depois da morte de sua mãe (e rigorosa instrutora) Kousei Arima teve um colapso mental durante a realização de um recital de piano quando tinha apenas onze anos. Como resultado, ele não é mais capaz de ouvir o som do seu piano, embora sua audição esteja perfeitamente boa. Dois anos depois, Kousei não toca mais piano e vê o mundo em monótono, sem qualquer talento ou cor. Ele resignou-se a viver a sua vida com seus bons amigos, Tsubaki e Watari, até que, um dia, uma menina muda tudo. A linda Kaori Miyazono, uma violinista de espírito livre cujo estilo de tocar reflete sua personalidade, ajudando Kousei a regressar ao mundo da música e mostrar que ele deve ser livre, quebrando o molde rígido construído por sua mãe que Kousei estava acostumado.

Resultado de imagem para shigatsu wa kimi no uso gif

Apesar deste contexto melancólico, logo nos primeiros episódios do anime somos apresentados a um universo de cores e sentimentos que vibram em torno da música de Kaori, que ousa quebrar regras e tocar apaixonadamente seu próprio estilo de música. Uma personagem nitidamente viva, corajosa e capaz de inspirar outros músicos ao seu redor, e é  exatamente isso o que ela faz com Kousei.

Assim como grande parte do público, logo de cara Kousei se apaixona pelo jeito da personagem que, apesar de saber que ela está apaixonada e se envolvendo com seu melhor amigo, se deixa envolver pelas cores que circundam a jovem violinista, que o desafia a voltar a tocar Piano.

O que mais me agrada na história é a forma como os personagens enxergam na música um meio para alcançar e atingir os sentimentos daqueles que são importantes para eles. Com uma trilha sonora de tirar o fôlego, cheia de Clássicos intocáveis da história como o genial Frédéric Choupin, a cada nova música tocada por Kousei, Kaori ou por outros personagens, somos inundados por um mar de sentimentos positivos, negativos, carregados de arrependimento ou alegria, o que nos faz ficar cada vez mais com os olhos vidrados ao que irá acontecer com ambos os personagens. O anime em diversos momentos da pistas do que está por vir, mas somente na segunda metade ele nos mostra qual é o principal desafio a ser encarado, ou destino a ser aceito.

Fiquei absolutamente impressionado na qualidade de produção das cenas musicais do anime, geralmente esse tipo de obra com um enredo mais dramático não conta com tanta qualidade de produção sonora e visual, e, talvez, esse seja um dos principais pontos fortes de Shigatsu Wa Kimi No Uso.

 

Os três últimos episódios nos levam cada vez mais para dentro da história, que nos brinda com um desfecho capaz de fazer qualquer um chorar, momentos que trazem um desfecho repleto de criatividade, que mescla com maestria um clássico da música e a qualidade talento de um bom roteiro. Se quiséssemos traduzir do Japonês para português, a série  se chamaria  “Sua mentira em Abril”. Em determinado momento, quando o sentido desse nome fica exposto na história, me faltaram lágrimas para expressar o quão simples e significativo ele é.

A animação foi uma adaptação da série de mangás de mesmo nome, criada e ilustrada por Naoshi Arakawa, que teve sua publicação em forma na TV lançada em 9 de Outubro de 2014.

Em resumo, esse foi o primeiro anime que assisti em 2018 e que me fez chorar feito criança, apaixonado e triste, sendo levado pelo que cada música queria falar, fui alcançado e atingido por Kousei e Kaori. Uma grata surpresa encontrar essa história, e me sinto na obrigação de passar a riqueza por trás de Shigatsu Wa Kimi no Uso para outras pessoas. Portanto, caso você seja um apaixonado por animes assim como eu, que gosta de descobrir histórias que não estão tanto em destaque e que levantem diversos pontos de reflexão com a capacidade de emocionar, essa é sem dúvidas a melhor escolha. Embarque de cabeça nessa história, você não irá se arrepender.

Gostou do texto e quer baixar o anime? Nossa dica é, baixe pelo site “Anbient” . Só clicar e será direcionado à página de download. 

Caso já tenha assistido, compartilhe comigo o que você achou, diga se concorda ou não com minha opinião e siga o Crítica Criativa no Facebook, Instagram e Youtube para ficar ligado em todas as nossas novidades!

Extra: ouça a playlist do spotify que tem todas as principais músicas do anime:

Jemerson Vieira

Jemerson Vieira

Um publicitário que adora tudo sobre séries, inovação e empreendedorismo. Fundou o Cri-Cri para quebrar padrões em críticas e estar sempre atualizado nas coisas que ama!