4 Filmes sobre a História do Brasil

Em todo o mês de Setembro faremos o nosso especial Nacional, com conteúdos dedicados ao cenário Brasileira na cultura pop nós do Critica Criativa selecionamos 4 filmes do nosso tão aclamado Cinema Nacional que retratam um pouco da história do nosso país. Filmes que farão você rir, repensar e se emocionar com os episódios de nossa História. Confira:

Como era gostoso o meu frânces (1971)

Trata-se de uma aventura com um misto de comédia que retrata o contato entre um francês e uma tribo de índios Tupinambás, nas primeiras décadas do descobrimento. A obra é baseada nos relatos do viajante Hans Staden pelo Brasil com a finalidade de relatar como eram as populações que aqui habitavam. Na realidade, Hans Staden era alemão, mas o diretor Nelson Pereira retratou o viajante sendo um francês. O contato entre eles é muito curioso, pois essa tal tribo Tupinambá teria certas culturas endocanibais e estavam querendo comer o tal viajante.

Uma filmografia muito interessante para compreendermos como se deu os primeiros choques culturais no Brasil. Vale ressaltar que os relatos dos cronistas viajantes, eram a visão do europeu sobre os ameríndios e que não necessariamente as práticas e os costumes se davam de um jeito monstruoso como era costumeiramente retratado.

 

Carlota Joaquina, Princesa do Brasil (1995)

Tratando-se de uma ficção história, o filme dirigido pela diretora Carla Camurati, conta com a atuação ilustre de Marieta Severo, interpretando a excêntrica Carlota Joaquina de Bourbon e Marco Nanini como o esposo de carlota, o então Príncipe Dom João VI de Bragança. O filme retrata a vinda da Família real para o Brasil no início do século XIX, quando a família Real Portuguesa juntamente com a Corte fugiam das tropas napoleônicas. Um filme divertido que nos dá uma compreensão de que nem tudo foi um mar de rosas com a família real e nem com a História do Brasil.

 

Guerra dos Canudos (1996)

Um filme um tanto quanto triste do diretor Sérgio Rezende. Sim, triste porque retrata um dos conflitos mais sangrentos do fim do século XIX. Retrata o massacre dos insurgentes nordestinos pelas tropas federais, do então governo do presidente Prudente de Morais. O movimento de Canudos teve como principal líder Antônio Conselheiro (José Wilker), que liderava uma peregrinação sertão a dentro. Conselheiro acreditava ter sido um enviado de Deus para libertar o povo das imposições geradas pelos republicanos como, por exemplo, o casamento civil e demais impostos que as populações menos abastadas do interior nordestino não poderiam arcar. Um filme dramático, porém essencial para compreendermos um pouco mais sobre a história do nosso país e pra lembrar que a Proclamação da República não foi aceita de imediato por todos os cidadãos. Houveram conflitos, divergências e nem tudo foi tão bonito como está escrito nos livros didáticos.

 

Batismo de Sangue (2006)

Não tem como selecionar filmes que retratam a História do Brasil e não falarmos sobre um dos momentos mais sombrios de nossa História que perdurou de 1964- 1985, a Ditadura Militar. Devo admitir que este filme de Helvécio Ratton conseguiu me deixar em lágrimas em diversos momentos. O filme é baseado no romance do Frei Betto que relata como os frades dominicanos ajudaram na resistência durante a Ditadura, acolhendo e ajudando a esconder membros da Aliança Libertadora Nacional (ALN) que lutavam contra o regime ditatorial no Brasil. O filme retrata a jornada de 5 frades que foram acometidos de torturas e violências pelos policiais do DOPS paulista. Um filme doloroso, mas necessário para que nós não nos esqueçamos do que houve e de como houve. Para que nós não deixemos se repetir.

 

Siga o Crítica Criativa no Instagram e no Facebook!

Raquel Mastrorosa

Amante de porquinhos da índia e lhamas, é membro oficial da sociedade do anel e uma verdadeira lady sith. Além disso é escritora, musicista, séries lover, ficcionada em HQs e super heróis, está terminando sua formação em História e é arqueóloga nas horas vagas. Também é mamãe da Pushinka (porquinha da índia) e do Mongo (cachorro mais amado do mundo)!